Sábado, 1 de novembro de 2014
Cadastre-se
Dom, 20 de Maio de 2012 07:25

Turbo na Toyota Bandeirante OM-314

Escrito por Jeep Clube de Bragança
Qualifique este item
(13 votos)

turbocompressor

Turbina APL .42/.48 Master Power.


Turbina T2 48/35. Turbina TA 24036 42/36. Turbina SPA 50/36. Turbina APL 42/48. Turbina K16 Borgwarner. Enfim, qual é a melhor escolha de acessórios/peças na hora de instalar um turbo em uma Toyota Bandeirante com motor Mercedes Benz OM-314?

 

Como no caso de todas os outros conteúdos publicados no site da turma do Jeep Clube de Bragança, a presente matéria surge com o intuito de trazer as respostas para os diversos questionamentos que surgem nas garagens dos jipeiros. E, agora as perguntas lançadas vem do presidente do Jeep Clube de Bragança, Nazareno Batista.

 

Como bem sabemos, os turbocompressores representam um sistema de indução forçada, onde há o comprimento do ar que entra no motor. Esta turbina é parafusada ao coletor de escapamento do motor; o fluxo dos gases queimados que sai dos cilindros gira a turbina, que funciona como um motor de turbina a gás; a turbina é conectada por uma árvore ao compressor localizado entre o filtro de ar e o coletor de admissão. Assim, o compressor pressuriza o ar que vai para os cilindros; os gases de escapamento, ao deixar os cilindros, passam pelas palhetas da turbina, fazendo-a girar. Quanto mais gases passam pelas palhetas, mais rapidamente elas giram; do outro lado da árvore à qual a turbina está conectada, o compressor bombeia ar para dentro dos cilindros; entenda, caro jipeiro, que este compressor é um tipo de bomba centrífuga que suga o ar para dentro no centro de suas palhetas e lança-as para fora à medida que gira.

 


Lugar onde o turbo é instalado

Fonte: google.com


Em resumo, a vantagem da compressão do ar é que isso permite ao motor receber mais ar dentro de um cilindro – e mais ar significa que mais combustível pode ser adicionado. Obtém-se, portanto, mais potência das explosões em cada cilindro. Um motor turbocomprimido produz mais potência do que o mesmo motor sem o dispositivo, podendo, com isso, melhorar significativamente a relação peso/potência do propulsor do seu Jeep. E, para conseguir essa compressão do ar, o turbocompressor utiliza o fluxo dos gases de escapamento do motor para girar uma turbina, que, por sua vez, gira um compressor. A turbina no turbocompressor gira a velocidades de até 150 mil rotações por minuto (rpm), aproximadamente 30 vezes mais rápido do que a maioria dos motores de automóveis, e, como está ligada ao escapamento, as temperaturas dentro dela também são bem elevadas. Assim, os turbocompressores permitem que um motor queime mais ar e combustível ao colocá-los em maior quantidade dentro dos cilindros existentes. A pressão de superalimentação típica fornecida por um turbocompressor é de 6 a 8 libras por polegada quadrada (lb/pol²). Como a pressão atmosférica normal é de 14,7 lb/pol² ao nível do mar, o turbo coloca 50% mais ar no motor. Com isso, espera-se um ganho de 50% na potência do motor. Mas, por não haver eficiência na mesma proporção, é normal atingir um ganho de 30% a 40%.

 


O funcionamento do turbocompressor


Enfim, diante da aplicação dos turboscompressores automotivos surgem uma infinidade de dúvidas quanto a melhor escolha a ser feita para cada tipo de motor e perfil/aplicação de veículo. E, no caso da Toyota Bandeirante com motor Mercedes Benz OM-314, os jipeiros recomendam a .42/48 de monofluxo com escape de 2,5” que rendem muitos cavalos (cv's) adicionais de potência (variando de acordo com a regulagem do Jeep). Pois, a turbina “enche” mais rápido e tem-se um ganho maior de torque em faixas mais baixas de rpm, quando comparado com um Jeep sem turbo. No caso da .42/63 (leia-se: carcaça fria .42 e carcaça quente .63) a turbina vai demorar mais para encher, acabando por ter o rendimento esperado, apenas, em rotações mais altas, quando compararmos com a turbina .42/48. Logo, a aplicação desses modelos, comumente, se dá para jeep's de uso misto. Para quem busca um turbo para um Jeep Bandeirante OM-314 de trilha, há quem acabe optando por equipamentos que façam o "enchimento" em baixa rotação, como a turbina K16 Borgwarner (do Ford Cargo 815 com motor Cummins 4BTAA) combinada com um escape de 3 polegadas, sem esquecer do abafador.

 



Vale ressaltar, que não existe a obrigatoriedade em alongar a relação de diferencial do seu Jeep. A menos que haja um uso diferenciado do carro, exigindo um desempenho final no asfalto ou no modo off-road bem acima do usual. E mais, recomenda-se o uso de filtro de ar à seco de aplicação em pick-up, intercooler, revisão mecânica da bomba injetora e bomba de ar, bem como a mudança dos bicos injetores por um conjunto que possa garantir uma maior vasão de combustível, a exemplo dos Bicos do 364LA. Além disso, há casos em que se faz a substituição do Comando de válvula, Bronzinha do Comando, Camisas e pistões de compressão reduzida (364LA ou 352A, sendo que há necessidade em promover modificações no bloco do motor), bem como Anéis das canaletas, pelas que são originalmente aplicadas no motor mercedes-benz MB-709.



Palhetas do turbocompressor 


Para uma Toyota Bandeirante OM-314, os itens necessários para a instalação do turbocompressor incluem, além das peças/acessórios, possíveis adaptações que muitas vezes resultam em transtornos. No caso das peças, caro jipeiro, você vai precisar ter, no mínimo, a seguinte relação para instalação de uma turbina de uso misto:

 

Quantidade

Item

2

Abraçadeiras 19 x 27

1

Abraçadeira 51 x 64

2

Abraçadeiras 57 x 76

1

Abraçadeira 64 x 83

1

Aeroquipe de óleo Mercedez/Toyota

1

Coletor de escape Toyota OM-314 TA

1

Flange de entrada de óleo 1/8 npt

1

Flange de escape 2 ½

1

Junta do carter do motor OM-314

1

Junta da tampa de válvulas do motor OM-314

1

Kit de instalação para manômetro de turbo

1

Manometro de Turbo

1

Mangueira reta 2 1/4 x 2 ¾

1

Mangueira reta 2”

1

Mangueira de retorno com 60cm

1

Mangueira sanfonada

1

Parafuso oco Lubrificação 16mm Mbb

1

Parafuso oco Lubrificação 12mm curto

1

Retorno óleo da turbina curvo mono

1

Retorno Oleo T2 / T25 com porca

1

Saida de escape 90 2 ½

1

Tubo de pressão OM 314 curvo c/ flange Toyota

1

Turbina APL 240 .42/.48

1

Intercooler VW 8-150

1

Kit de bicos injetores especiais

2

Conexão reta

2

Conexão de 90º

1

Filtro de ar para a boca da turbina

 

Caro jipeiro, todo cuidado é pouco na hora de instalar um turbocompressor. Infelizmente, um do integrantes do Jeep Clube de Bragança procedeu de forma errada no momento de escolher os itens e fazer a instalação do seu turbo e acabou por perder o motor de sua Band 14B, tendo um "prejuízo astronômico" com os reparos e as devidas substituições de peças. Então, seja prudente e faça a opção por instalar seu turbo em uma oficina especializada e com a configuração certa.

Imagens extraídas do google.com e 4x4brasil


Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com

4 comentários

  • Link o comentário willian Seg, 03 de Dezembro de 2012 15:10 postado por willian

    sou mecanico e turbinei i interculei meu Band, só n consegui d maneira nenhuma fazer ela gritar!! varios pentes varias tentativas mais nenhum resultado. se alguém souber como fazer i se tiver algum video favor ajuda ai' to quase loko aki....

    Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
  • Link o comentário Valdemir Duarte Seg, 11 de Junho de 2012 18:56 postado por Valdemir Duarte

    Saibam q, para uma preparação básica com turbina para o OM-364 e 14B podemos fazer uso de uma configuração 42/48, o que muda em relação ao OM-314 é o coletor.

    Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
  • Link o comentário Eduardo Campo Sáb, 09 de Junho de 2012 13:19 postado por Eduardo Campo

    Galera, para ganhar velocidade final, só alongando os diferenciais e/ou com um cambio de 5M na band, a turbina não te dará ganhos em velocidade final. Apesar, de muita gent por aí dizer q sim. Na verdade, ficará mais fácil chegar até a velocidade máxima - no caso das band's uns 150km/h. O turbo vai deixar a Band mais ágil e será mais fácil manter a velocidade constante em estradas e principalmente em subidas onde vc verá que ela não mais perderá velocidade e giro na subida como antes de turbinar... além de, ganhar mais torque seja para off-road ou agilidade on-road.

    Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
  • Link o comentário Eduardo Campo Sáb, 09 de Junho de 2012 13:12 postado por Eduardo Campo

    Olá jipeiros de plantão! Não podemos esquecer que uma turbina com muita pressão quando instalada numa band com injeção de combustível comum, o jipeiro corre o risco do sistema não fornecer combustível suficiente. Isso, pq a bomba e os injetores não são capazes de fornecê-lo. Nesse caso, outras modificações terão que ser feitas para se conseguir o máximo benefício do turbocompressor. Troca da bomba, por exemplo.

    Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Adicionar comentário


S5 Box

Login



Register

*
*
*
*
*

Fields marked with an asterisk (*) are required.